Tenho que continuar, continuar a sonhar

Toda Fez que faço aniversário chove e quando eu era criança e a chuva caía eu ficava na minha janela, Sonhando com o que poderia ser, e se eu terminaria feliz, eu orava, e oro até hoje.
Tentando ao máximo alcançar meus sonhos, Mas quando eu tentava falar,pregar, ministrar, sentia como se ninguém pudesse me ouvir.
Queria (e quero) fazer parte desse mundo, mas algo parece tão errado comigo,então eu orava.
Eu posso me libertar, eu abrirei minhas asas e eu aprenderei como voar Eu farei qualquer coisa para tocar o céu, Mas eu não esquecerei de todos os que eu amo vou correr o risco, ter uma chance fazer uma mudança e me libertar. Quero sentir a brisa quente dormir debaixo de uma palmeira sentir o agito do oceano, embarcar num trem veloz, viajar em um avião a jato para bem longe, e me libertar de tudo que antes me fez mal. Prédios com centenas de andares lugares novo que eu nunca fui, Paris, França, Portugal, Berlin , Espanha ... Tenho que continuar, continuar a sonhar por mais que pareça impossível eu vou me libertar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A cobra que picou Paulo

Chuvas no Espirito Santo

Somos Pequenos