História de Derek Hamond nas olimpíadas de Barcelona

Nas olimpíadas de 92 em Barcelona os espectadores viram um exemplo vivo do amor de Deus pelos seus filhos.
Naquele ano Derek Hadmond da Grã-Bretanha estava por alcançar o sonho de toda a sua vida, ganhando a medalha de ouro na corrida dos 400 metros.
Resultado de imagem para Derek Hammond nas olimpíadas de BarcelonaQuando foi dado o tiro de largada para as semi-finais, Derek sabia sem dúvida alguma que ele corria a corrida da sua vida.
Mas então, tragicamente um estiramento na perna direita o jogou desajeitadamente com o rosto no chão, na parte mais difícil da corrida.
Movido por uma enorme força de vontade, ele se esforçou para ficar de pé e se arrastou desesperadamente em direção a linha de chegada.
De repente, um grande homem de camiseta pulou das arquibancadas furando a segurança e alcançou o corredor ferido, Jim Hedmond passou os braços ao redor de seu filho e disse:
“Filho, você não precisa fazer isso. Sim papai eu preciso Derek respondeu. Muito bem então, vamos terminar a corrida juntos.

E foi isso que Jim fez, permanecendo ao lado de seu filho até a reta de chegada. Frequentemente amparava seu filho, que escorava a cabeça em seus ombros e assim chegaram ao final enquanto a multidão se ajuntava chorando e dando bravo.
Derek Hadmond não ganhou a medalha de ouro naquele dia, mas ele terminou a corrida com a certeza de ter um pai que o amava muito, para ficar nas arquibancadas ao longe vendo-o sofrer, um  pai que furaria qualquer segurança para fazer parte de sua corrida.

Este é o tipo de Pai Celeste que temos, um pai que nos ama demais para ficar no lá do Céu assintindo-nos falhar e cair, um pai que quer fazer parte da nossa corrida correndo ao nosso lado em cada passo da jornada, até que cheguemos seguros ao nosso lar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A cobra que picou Paulo

Chuvas no Espirito Santo

Uma novela que se chama minha vida